fbpx
  • Professores da LOI English: Mark Zuniga

    LOI English TeachersAqueles que escolhem explorar o mundo, viajando e vivendo em locais diferentes, normalmente são apaixonados por conhecer novas culturas e ter experiências diferentes. Alguns dos professores da LOI English são assim, como Mark Zuniga – o professor da LOI English com quem conversei esta semana.

    Mark é natural do Sul da Califórnia, mas atualmente vive em Buenos Aires, na Argentina, depois de já ter vivido no México e no Chile. Ele contou que, quando ainda vivia em Los Angeles, sempre buscou ter experiências e atividades multiculturais. Enquanto vivia na Califórnia, Mark trabalhou na STAR Education, uma organização sem fins lucrativos que oferece atividades relacionadas com arte, ciência e ecologia para crianças de famílias de baixa renda.

    Em 2007, Mark começou a trabalhar para uma empresa em Santiago do Chile, que permitiu que ele ganhasse experiência profissional em outras cidades da América do Sul, como Rio de Janeiro, São Paulo, Montevidéu e Buenos Aires. Essas experiências, juntamente com o fato de ter vivido no Chile, fizeram com que ele se apaixonasse pela região e cimentaram a sua decisão de viver na Argentina. Atualmente, ele está completando o mestrado em Planejamento Urbano, na Universidade de Buenos Aires.

    Mark costuma ter alunos de diversos países, como Brasil, Rússia, China, Itália e Japão. Tal como outros os professores da LOI English com quem falei, ele afirmou que cada cultura tem os seus desafios com o Inglês. Porém, as dificuldades com a pronúncia, que dependem da língua nativa do aluno, apresentam padrões comuns. Por isso, Mark comentou que seria injusto classificar os alunos de uma mesma cultura como um grupo homogêneo, ao invés de avaliá-los individualmente.

    Ele também mencionou que tem uma abordagem de ensino interativa e reforçou que acredita que o mais importante quando se está aprendendo um idioma é se sentir à vontade. Foi por isso que ele me disse que vê as sessões como aulas de conversação com um ambiente descontraído, onde ele trabalha com os alunos da forma que melhor se adequa a cada um deles, levando em consideração os seus interesses, o seu estilo de aprendizagem e os seus pontos fortes e fracos. Mark adicionou ainda que sabe como é difícil aprender outra língua, tendo em conta a sua experiência aprendendo Espanhol.

    Mark recomenda aos seus alunos que ouçam podcasts de notícias e música, e vejam programas no estilo talk show de forma a complementar as aulas, mas não se sentiu confortável para dar uma dica mais ampla para quem está aprendendo Inglês, por causa da sua visão de que cada aluno deve ser visto como um indivíduo. Segundo ele, cada pessoa tem um conjunto de desafios e/ou objetivos, o que acaba por gerar uma situação única na qual ele gosta de ajudar.