fbpx
  • Compreensão oral: Um dos desafios de quem estuda Inglês

    É inegável que uma das formas de ganhar mais à vontade com o Inglês é ouvir músicas nesse idioma. No entanto, como a sonoridade das palavras é maleável de acordo com o sotaque de cada artista e a licença poética permite que a pronúncia seja ligeiramente alterada, muitas pessoas acabam por entender tudo errado.

    Claro que, mesmo nós, enquanto nativos de Português, por vezes entendemos mal letras de músicas na nossa língua materna, sejam elas brasileiras, portuguesas, angolanas ou provenientes de qualquer outro país de língua portuguesa. Da mesma forma, pode ser difícil compreender as letras de músicas em Inglês, com tantos sotaques e estilos musicais que alteram a forma como as palavras são ditas. Daí que o contato com vários sotaques seja fulcral para o avanço das capacidades de compreensão oral de qualquer estudante de idiomas, sendo que os estudantes de Inglês não têm como fugir disso se querem conseguir compreender falantes de origens diferentes.

    Com base nessa premissa de que, em certas ocasiões, os ouvintes entendem a letra de uma música de forma errada, vários vídeos foram criados e postados no Youtube para a diversão de milhões de pessoas. Usando um dos vídeos mais recentes de um canal que produz esse tipo de entretenimento, quero falar um pouco sobre a importância de saber ouvir para poder compreender corretamente. Vendo o vídeo Misheard Song Lyrics: 2012 Edition cada um terá uma opinião diferente, não há como generalizar. Porém, se nos concentrarmos em ler ao mesmo tempo em que os artistas cantam, quase sempre será possível ser enganado pelas legendas e ter a sensação de que foi mesmo aquilo que o cantor disse.

    Para a imagem que ilustra este artigo, peguei no exemplo da música Payphone do Maroon 5, na qual ele diz “If happy ever after did exist” e excerto que quem fez o vídeo diz poder ser entendido como “If happy after dead exit“. Claro que isso depende de cada um, mas a ideia é essa. Cada indivíduo tem contato com determinados sotaques e formas de falar, quanto mais restrita for essa exposição, mais fácil será ouvir algo que não exatamente aquilo que está a ser dito.

    Exatamente por isso é importante lembrar que o contato com o idioma deve ser variado. Se você pretende ter proficiência em Inglês, não pode – não pode mesmo – restringir o seu contato com a língua apenas a falantes de um determinado país ou região. Se isso acontecer, a sua compreensão do idioma será muito limitada, fazendo com que você não consiga entender, por exemplo, uma pessoa que não é nativa ou até mesmo alguém que é do Sul dos Estados Unidos ou da Austrália, locais onde os sotaques diferem do que é comumente ouvido nos meios de comunicação.

    Por isso, se você pretende realmente apostar em conhecer o idioma, não se reprima ou restrinja. Entre em contato com diversos sotaques, tenha aulas de conversação com nativos de diferentes países anglófonos, escute músicas em Inglês de diferentes regiões do globo e, se tiver dúvidas, procure a letra da música online e acompanhe enquanto está ouvindo. Assim será mais fácil entender o que está a ser dito e aprender quais são as diferenças que deve ter em consideração para que a sua compreensão oral acompanhe o seu avanço enquanto estudante de Inglês.