fbpx
  • Brasil, eventos e o Inglês

    Com todos os eventos que o país irá cediar pelo próximos anos – Copa das Confederações, Jornada Mundial da Juventude, Copa do Mundo, Olimpíadas – é imprescindível que quem trabalha com o público tenha um conhecimento, ainda que básico, do Inglês. Isto, porque como se sabe, o Inglês é um idioma internacional, usado em todo o mundo para facilitar a comunicação entre pessoas de culturas diferentes.

    Brasil

    Foto: Márcio Luiz Rosa/ O Globo e Isabela Marinho/G1

    No entanto, com a proximidade destes eventos, vemos deslizes como o caso das placas erradas no Rio de Janeiro, que demonstram um descuido para com os preparativos. É certo que das 300 placas instaladas, apenas duas continham erros. Porém, tendo em conta da magnitude das atividades que o Brasil irá albergar, seria de pensar que, antes da instalação das placas, alguém que fale Inglês teria acesso às mesmas e fiscalizaria esse material, de modo a garantir que nenhuma gafe fosse cometida. Afinal de contas, o mundo inteiro está prestando atenção. Nesse caso em específico, o órgão municipal responsável garantiu que a reposição das placas com a grafia errada não iria gerar novos custos, mas o mal já está feito, a imprensa, nacional e internacional, já noticiou o acontecido.

    Existem diversos grupos que são contra a realização destes grandes eventos no Brasil, inclusive, ainda esta semana, ativistas formalizaram uma queixa de violação de direitos humanos contra o Brasil na ONU, por causa das pessoas que estão sendo desalojadas para a construção de infraestruturas para a Copa e outras situações consideradas abusivas. Sem falar que ontem (30/05), a justiça do Rio suspendeu o amistoso Brasil x Inglaterra, que seria no Maracanã, alegando falta de segurança para o público. Contudo, mesmo com todas estas situações, não existe nenhum indício de que algum dos eventos será cancelado. Portanto, estar preparado para a recepção dos turistas é um dever.

    Seja para quem trabalha diretamente com o público ou para quem irá chefiar equipes, que estarão lidando com pessoas de outras nacionalidades todos os dias durante a realização dos eventos, saber falar outros idiomas – de preferência, pelo menos, Inglês – é fundamental. Daí que esteja a ocorrer uma corrida às escolas de idiomas, mas os cursinhos intensivos não conseguem ensinar tudo, especialmente se você nunca teve um contato regular com a língua.

    Quem quer estar com o Inglês na ponta da língua precisa se preparar, seja com aulas intensivas de conversação, cursinhos de idiomas ou quaisquer outros meios disponíveis. No entanto, nessa busca por estar pronto na hora que tudo começar, é preciso ter em mente algo essencial: invistam em algo que seja útil no futuro, não apenas para os eventos, mas para a sua carreira como um todo. Não aprendam o idioma apenas para a Copa, aprendam para vocês mesmos, para as suas carreiras, para a vida, pois só assim o investimento valerá a pena. Boa sorte!